quinta-feira, outubro 03, 2013

Ele continua entre nós...

...e não nos abandona - o nosso querido Papa Bento XVI!


A ler:

 - Explosive revelation: Benedict XVI himself sees Francis' restriction of the Traditional Mass for the Franciscans of the Immaculate as a "wound" to Summorum Pontificum;

- El cambio de Francisco [parte final].

7 comentários:

Anónimo disse...

E há-de continuar!
S.S. Papa Bento XVI é o Bispo de branco da mensagem de Fátima. É aquele que os cristãos devem seguir depois do grande cisma que em breve acontecerá.

Kyrie eleison
PAx

Rui Machado

Anónimo disse...

O último segredo de Fátima continua desconhecido para os filhos de Deus, embora eu tenha revelado parte dele para vós em 26 de janeiro de 2012 (Mensagem 318). Muito poucos dentro da Igreja têm conhecimento disso. Agora, a próxima parte do segredo final de Fátima deve ser revelada, para que eu possa advertir a humanidade das consequências de ignorar a minha intervenção para ajudar a salvar almas.
A Igreja tem sido infestada, no seu interior, pelos inimigos de Deus. Eles – e há vinte deles que controlam do seu interior – têm criado o maior engodo. Eles elegeram um homem, não de Deus, enquanto o Santo Padre, outorgado com a Coroa de Pedro, foi cuidadosamente removido.
Os detalhes que eu revelei, são de que haveria dois homens usando a Coroa de Pedro no fim dos tempos. Um sofrerá por causa das mentiras que foram criadas para desacreditá-lo e que o tornará um prisioneiro virtual. O outro eleito trará a destruição, não apenas da Igreja Católica, mas de todas as igrejas que honram meu Pai e que aceitam os Ensinamentos de meu Filho, Jesus Cristo, Salvador do Mundo.
Mensagem 853 de 22 de julho de 2013
do site www.thewarningsecondcoming.com
http://www.elgranaviso-mensajes.com/pt/

Marcos T. Morita

Anónimo disse...

Tudo começou com Bento XVI.

Foi a sua falta de autoridade e de decisão que que permitiu que teólogos, bispos, sacerdotes, seminários e universidade "católicas" continuassem a propagar a heresia.

Foi ele que nomeou Bráz de Assis e Mueller.

Foi a sua renúncia extemporânea que deu origem ao fenómeno Bergolio e ao recuo da reforma da reforma.

Anónimo disse...

Caro Anónimo das 10:16
É falsa a sua afirmação: "tudo começou com Bento XVI", alegando o considerado nos 3 parágrafos seguintes. Porquê? Quando refere "tudo" esquece que as heresias sempre fizeram parte da história da Religião. Apesar de S.S. Papa João Paulo II e S.S. Papa Bento XVI terem também "um histórico" de actos heréticos, outros Papas também os tiveram.
Recomendo pois que leia um bom livro de história da Igreja. Exemplo: Compêndio de História da Igreja, Frei DAGOBERTO ROMANO, Petrópolis, 1948; sobre o sec XX recomendo a obra: IOTA UNUM, Romano Amerio, Napoles, 1985; BREVE HISTÓRIA DAS HERESIAS, Mons. Cristiani, Flamboyant, 1962.

Quanto à acusação de falta de autoridade, digo: é uma tarefa ciclópica-direi quase impossível-dirigir a Igreja quando esta está atolada de maçons até ao topo. Percebe a influência da maçonaria na Igreja?

Se o seu estado de espírito é de lástima pela auto-denominada "reforma da reforma", digo: ela nunca existiu. Pois o que devia, em tempo, ter sido feito era a anulação dos actos do CVII. Cortar o mal pela raiz. Mesmo assim, não desespere. Se quiser reformar, a Igreja comece por si mesmo: rezze o Rosário todos os dias; 30 minutos de meditação diária; oração da manhã e da noite; ofereça os seus sacrifícios pela conversão dos pecadores e libertação das almas do purgatório e peça a a Deus para abreviar estes tempos. Não esqueça: procure um padre santo que ofereça o Sacrifício Perpétuo no rito Católico (S. Pio V).

Coragem e continue....

Rui Machado
PAX

Miles disse...

Não costumo responder a comentários anónimos, mas abro uma excepção:
- duvido muito que Braz de Avis e, sobretudo, Mueller hajam sido nomeados de livre vontade por Bento XVI; ter-lhe-ão antes sido impostos, o segundo pela Conferência episcopal Alemã sob eventual ameaça de cisma;
- duvido que a renúncia de Bento XVI não tenha sido produzido sob coacção; a promulgação do “Summorum Pontificum” e, acima de tudo, a tentativa de regularização canónica da FSSPX, ter-lhe-ão custado muito provavelmente o pontificado, e, caso a renúncia não sucedesse, creio que lhe acabariam por custar a própria vida…

Anónimo disse...

Mais humildade e muita oração.

O Papa não precisa de análises políticas nem conspirações, precisem que rezem por ele.

"Senhor protegei o Santo Padre o Papa. Sede a sua Luz, força e consolação."

Joaquim Costa

ASCENDENS ASCENDENS disse...

Quem tiver olhos leia:

http://ascendensblog.blogspot.pt/2013/03/discurso-de-bento-xvi-14-de-fevereiro.html